Terça-feira, 23 de Outubro de 2012
O benfiquista terminal
por Henrique Raposo, Ter 23/Out/12

 

Além de ter revelado um Kulkov levezinho, o menino André Gomes, o jogo com o Freamunde mostrou que a nação quer mesmo chegar ao Jamor. Ainda bem. O Jamor é o Jamor, e o meu benfiquismo precisa de Taça. Há uns anos, depois de ganhar o caneco, o nosso Preud'Homme disse qualquer coisa como isto: "não compreendo esta coisa portuguesa de desprezar a Taça em relação ao Campeonato, para mim são iguais". Confesso que, na altura, estive para beijar a carapinha do belga, porque é isso mesmo: ganhar a Taça é quase tão bom como ganhar o Campeonato. A alegria é a mesma, ou até superior, porque fica concentrada naquele shot final. O Campeonato é uma longa noite de imperais, que, às vezes, pode ser chata. A Taça é um bagaço: pode ser mau, mas nunca é chato.

Sim, o meu benfiquismo precisa de Taça, até porque foi tecido nas finais do Jamor. O meu primeiro jogo de sempre foi o Benfica/Sporting da final de 1987 . Dois grandes golos do Diamantino garantiram o caneco, naquela que foi a última dobradinha da nação. Isto quer dizer que ando a dar azar há vinte e tal anos, mas avancemos. 1987 foi apenas a primeira de uma longa série de finais da Taça (com ou sem Benfas): acordávamos cedo, levávamos o farnel e uma bola para a mata do Jamor, e depois lá íamos ver a final. A minha doença chamada benfiquite terminal foi desenvolvida ali, sardinha a sardinha, pimento a pimento, bifana a bifana, jogo no pelado após jogo no pelado. E até posso dizer que comecei a ir para o topo sul do Jamor antes de começar a visitar o Estádio da Luz. Uma heresia boa. 

Naquele topo, vi em 1993 a melhor equipa da nação desde os anos 60: Neno, Veloso, Mozer, William, Schwarz, Paulo Sousa, Vítor Paneira, Rui Costa, João Pinto, Futre, Rui Águas. Ganhámos por 5-2, e podiam ter sido 10-5 . Aquela época, 1992-1993, foi uma porcaria e acabou no célebre verão quente. Mas aquele jogo encheu-me de moral. Depois daquela vitória, o facto de termos perdido o Campeonato em Aveiro por causa de um brasileiro fininho chamado Dino já não importava. O Jamor redime tudo, salva mesmo uma época, e dá moral para atravessar o maldito verão. E, atenção, o Jamor também inverte tudo. Aliás, posso dizer, com todo o rigor científico, que uma equipa campeã deixa de o ser quando perde a final do Jamor (foi o que aconteceu à nação em 2005). O Jamor tem macumba. E, pronto, só queria dizer que gostava muito de ver o menino André Gomes na final daqui a uns meses.

Crónica de hoje do Expresso online
gloriosamente escrito por Henrique Raposo
link do post
Os Gloriosos
Últ. comentários
Comigo foi aqui mais pertinho! Estavamos em Agosto...
Comigo, foi em Los Angeles. Pergunta habitual do m...
Há 28 anos, estava eu no metro em Budapeste quando...
Sou sócio do Benfica e o Benfica é a minha associa...
A fase "Rui Vitória" há-de ter melhores dias. Já t...
BLOGCOUNTER
Pesquisar
 
Posts recentes

Muy grandioso

Futebol dos anos 80

Jogos que não se esquecem

1988: Benfica a preto-e-b...

Inferioridade numérica

Arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2008

Ligações
Mais comentados
20 comentários
19 comentários
16 comentários
16 comentários
Tags

a noite do oscar(1)

a um quinto do preço a que foi vendido o(1)

acidente(1)

adeptos(1)

aimar(3)

aimar; ópera; mozart; flauta mágica;(1)

alá é grande(1)

álvaro(1)

andrades(3)

andré almeida(1)

andré gomes(5)

aniversário(1)

anti-adepto(1)

antifa(1)

arbitragem(6)

assim se vê a grandeza do slb(1)

atletismo(2)

barcelona(1)

basquetebol(1)

benfica(56)

benfica tv(1)

benfica-porto(3)

benficácia(1)

bento(3)

bernardo silva(1)

biografia(1)

bloqueio(1)

bruno alves(1)

cada religião tem a sua catedral(19)

calimero(4)

campeão(2)

capdevila(2)

cardozo(7)

carlos manuel(2)

carrega(1)

carrega benfica(3)

carrega benfica; nós só queremos benfica(1)

carregabenfica(5)

chalana(2)

chalana e aimar(1)

chama imensa(1)

champions league(1)

chapa 4(1)

chorem menos(1)

classe(1)

clássico(1)

classico(1)

clube satélite(1)

confiança(1)

contratações(15)

corram mais(1)

corrupção(1)

cortez(1)

crime organizado(1)

cultura benfiquista(1)

d. eusébio(1)

djaló(2)

eleições(4)

eusébio(2)

fcporto(3)

fruta(6)

fruta e café com leite(5)

funes mori(2)

futebol(2)

futsal(7)

gaitan(5)

garay(2)

glorioso(9)

hóquei em patins(2)

ivan cavaleiro(3)

jj(7)

jorge jesus(23)

josé veiga(2)

lfv(6)

liga(6)

liga dos campeões(14)

luís filipe vieira(9)

luisão(2)

matic(3)

melgarejo(2)

mercado de transferências(3)

modalidades(3)

nelson oliveira(15)

olivedesportos(3)

pedro proença(3)

plantel(2)

portugal(2)

povo(2)

proença(3)

rangel(2)

razões para ser do benfica(5)

rodrigo(6)

rui costa(4)

selecção(2)

somos grandes(3)

sporting(10)

ucl(2)

ultras(4)

vai-te embora que não deixas saudades(5)

yannick djaló(2)

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds