Quinta-feira, 7 de Novembro de 2013
Um caso de estudo
por Filipe Boto Machado, Qui 07/Nov/13

A permanência de JJ no cargo de treinador do Benfica devia ser um caso de estudo. Como é possível um treinador tão fraco manter-se na liderança de um clube grande durante tantos anos sem resultados convincentes e com sucessivos fracassos? Por muito menos, outros treinadores foram despedidos quando tinham plantéis absolutamente miseráveis.

Vejamos então um breve resumo porque os números e os factos são muito claros. Quatro campeonatos, um título, duas enormes enormes vantagens desperdiçadas e um campenato perdido com 19 pontos de diferença! Quatro participações na Taça de Portugal, zero títulos, uma única presença na final perdida para o poderoso Vitória de Guimarães e uma eliminação em casa na meia-final frente ao Porto depois de ter uma vantagem de dois golos da primeira mão. Quatro presenças na Liga dos Campeões e, confirmando-se a mais que provável eliminação deste ano, três eliminações na fase de grupos, duas delas em favor de Celtic e Olympiakos, bem como uma derrota incompreensível de 3-0 frente ao Hapoel Telavive. Três presenças na Liga Europa, uma final perdida frente ao Chelsea, uma eliminação nos quartos-final frente ao Liverpool com derrota por 4-1 e outra nas meias-finais frente ao Braga! Salva-se a Taça da Liga, onde em quatro anos, JJ somou três títulos.

Os resultados são francamente maus. O investimento foi elevado como nunca antes se havia visto. Este ano, o Benfica tem sem dúvida um dos melhores plantéis dos últimos 20 anos. Além do 11 titular, os suplentes e mesmo os não convocados têm imensa qualidade. Alguns dos não convocados eram titulares no Porto ou no Sporting. Até alguns emprestados são melhores que titulares do Benfica há cerca de 5 anos. Soluções para todos os gostos, mas mesmo assim os erros de casting e de estratégia sucedem-se. Andou a experimentar Enzo na direita até perceber que Matic e Fejsa eram não eram solução no meio; insiste em Cortez quando a prudência aconselha que este tipo nem treine com os miúdos da equipa B; joga com o Olympiakos como devia ter jogado com o PSG, pois ao fim de quatro anos ainda não entendeu como deve jogar em jogos de máxima exigência; joga em 4-2-4 em 80% dos jogos, algo nunca visto nas últimas duas décadas na Europa e que apenas funciona com equipas que se deixam dominar; as bolas paradas defensivas são frequentemente aproveitadas pelos adversários, pois o treinador não consegue posicionar a equipa devidamente na defesa destes lances; aposta em jogadores durante dois ou três jogos e depois esquece-se deles durante meses.

Justificações para os fracassos? O azar, o lateral esquerdo que não existia, o árbitro, o Roberto quando estava no Benfica, o Roberto quando está no Olympiakos, a chuva, o estado do relvado, o cansaço das muitas competições, a venda dos melhores jogadores, as lesões, o orçamento das grandes equipas, a bola na trave, etc. Já tivemos todas as desculpas para os sucessivos fracassos e o pior é que o pessoal parece acomodado e conformado, aceitando as desculpas e dando sucessivas novas oportunidades. "Não dá para mais", "podia ser pior", "já estivemos pior", "há que dar tempo", etc. Assiste-se à sportinguização do Benfica, um clube que sempre se destingui pelo inconformismo e que sempre desejou mais e melhor.

Numa recente conferência de imprensa ele disse que "sabe o que vale". Eu também sei. Não estamos é de acordo. Ele acha-se muito bom, um dos melhores. Para mim, ele não passa de um treinador medíocre. No entanto, infelizmente, ele é o treinador do Benfica e eu sou apenas um sócio e adepto de um clube enorme e que hoje parece entregue à vaidade e vontade deste tipo.

Tags:
gloriosamente escrito por Filipe Boto Machado
link do post | chutar para golo
8 comentários:
Vermelhão
Quando se faz uma análise, deve-se tomar em linha de conta todos os factores e elementos que afectam e influenciam o objecto dessa análise.
Deixar de fora elementos essenciais à análise é próprio de gente incompetente, medíocre ou de alguém que não está interessado em fazer uma análise honesta mas antes fazer uma acusação sem fundamento para corroborar uma opinião ou um preconceito já tomado.


deixado em 7/11/13 às 13:25
responder a comentário | discussão

Quando se faz uma crítica deve-se ser mais concreto e não apenas recorrer ao insulto. Eu falei de factos e argumentos que no futebol são resultados. O Vermelhão, escondido atrás de um name ='incorrect' class='incorrect'>nick name , escreveu 6 linhas em que insultou e deixou claro que não concorda, mas fez exactamente aquilo que criticou, e que de resto não é verdade no meu post , ie não recorreu a factos nem argumentos e apenas fez "uma acusação sem fundamento para corroborar uma opinião ou um preconceito já tomado".
Sábado, dê um salto ao Estádio da Luz e apoie o Benfica tanto como eu vou fazer. Também pode gritar à vontade pelo JJ . Se isso nos ajudar a vencer, ainda bem que o fará. Todos queremos o mesmo, um Benfica vencedor, apenas defendemos caminhos muito diferentes.

deixado em 7/11/13 às 15:14
responder a comentário | início da discussão

Fernando Braz
Num comentario tão extenso, apenas por uma vez, aparece uma palavra, que por acaso, é a palavra chave de 90% do nosso insucesso. Essa palavra é , ARBITRO.
Acho que para este comentário ser mais serio, faltam aqui alguns nomes. Hugo miguel, proença, capela, xistra, e mais alguns, não lhe dizem nada?

deixado em 7/11/13 às 16:35
responder a comentário | discussão

Caro Fernando,
Não foi pelo árbitro que empatámos contra o Estoril na Luz. Não foi esse o motivo para termos perdido no Dragão. Não foi por causa do árbitro que perdemos a final da Liga Europa. Não me lembro que tenha sido o árbitro o responsável pela derrota 5-0 com o Porto. Não me recordo que a arbitragem tenha sido responsável por três eliminações da fase de grupos da Liga dos Campeões. Não me parece que tenha sido o árbitro o responsável pelo banho de bola que levámos em Paris ou pelo empate em casa com o Olympiakos . Não são os árbitros que marcam golos de bola parada contra o Benfica. Não são eles também que perdem o meio-campo em todos os grandes jogos. A arbitragem foi responsável por alguns falhanços? Sim, mas não foi a principal responsável pelas nossas derrotas nos últimos três/quatro anos. Nem JJ dá sempre essa desculpa. É mais criativo. O cansaço, a chuva, o Roberto, o orçamento e o azar também aparecem muitas vezes no seu discurso.
Cumprimentos.

deixado em 7/11/13 às 22:54
responder a comentário | início da discussão

Rafael Ortega
Os dois últimos campeonatos foram perdidos por causa de árbitros.

Negar isto é ter o mesmo nível de seriedade que o Pinto da Costa

deixado em 8/11/13 às 13:54
responder a comentário

Brytto
1) Quando JJ chegou ao Benfica este estava em quadragésimo e tal no ranking da UEFA, hoje está em sexto, alguma coisa deve ter sido feito de positivo!
2) Somos também o clube europeu, nos últimos 10 anos, com mais jogos nas competições da UEFA, e esta heim?
3) Estivemos a minutos de uma das melhores épocas de sempre e nos 3 jogos finais que perdemos, incluindo final da taça de Portugal onde sofremos o primeiro golo fora de jogo (de que ninguém fala), merecemos ganhar, ou pelo menos não perder ( jogo no dragão). Infelizmente, aconteceu ... futebol - ainda é um jogo!
4) Com JJ viu-se o Benfica praticar um futebol, com a tal nota artística, que não se via há muito na Luz e com a consequente valorização de activos e correspondente encaixe financeiro que rivalizam com o Porto.
5) Bem sei que sei que se investiu muito, mas é incontestável que reduzimos a diferença que nos separava do nosso grande rival, a tal ponto que já discutimos o campeonato até ao fim, coisa que não se passava antes da era JJ, com excepção da era André Villas-Boas, que por acaso, foi um dos melhores portos de sempre!
6) Não esquecer, sem falar dos casos de arbitragem, que estamos a "lutar" contra uma equipa que simplesmente não perde, em 3 campeonatos perdeu um jogo, fenómeno único europeu!!! Temos que convir que é muito difícil competir com algo assim...Mesmo assim, lutámos e merecemos ganhar 2 dos 3 últimos campeonatos.
7) Enfim, nem tudo se fez bem, erros foram cometidos, mas é indesmentivel que hoje estamos mais perto de ganhar do que estávamos há 5 anos atrás e o prestígio do Benfica a nível europeu foi novamente resgatado.

deixado em 11/11/13 às 17:28
responder a comentário | discussão

Caro,
Os argumentos que dão são a favor do JJ . Alguns concordo, outros nem por isso. São argumentos que defendem a tese "estamos melhor e podíamos estar pior". Eu vou pela tese do "com aquilo que investimento e o tempo que ele teve, os resultados foram muito fracos". São formas diferentes de analisar as coisas. Cada um terá a sua ideia. Para mim, infelizmente, apesar de cada vez mais, não são ainda suficientes os que partilham do meu desencanto logo JJ continua no Benfica. Para si, felizmente, ainda há muitos a pensar como você e desse modo JJ continua com espaço para continuar no clube.
Só alguns comentários muito breves aos seus argumentos, que são válidos mas com os quais não concordo:
1) É mais fácil ser o clube com mais jogos europeus quando só passámos uma vez a fase de grupos da Liga dos Campeões. O lugar do Benfica não pode ser a Liga Europa. Só lá devemos estar num mau ano.
2) Investimos tanto ou mais que o Porto, mas perdemos, perdemos e perdemos. Este investimento é sustentável sem vitórias? Não, não é, prova disso é que o passivo continua a aumentar sem parar.
3) Valorizou jogadores? Sim, mas e aqueles que comprámos e não foram valorizados? Também contam? Se sim, o dinheiro que se deita fora vale tanto como aquele que se ganha.
4) Parece-me quase indiscutível que o Benfica teve nos últimos dois anos, e neste volta a acontecer o mesmo, o melhor plantel em Portugal. Sem sequer trocarmos de treinador, isso não deve valer o título?
5) Quase ganhar, merecer mas não ganhar (e mesmo esse juízo de valor é muito discutível porque aqueles que foram à final connosco também se achariam merecedores de vencer), não deve ser suficiente para um clube como o Benfica. Estar nas decisões deve ser o normal. Vencer sempre é impossível, mas quase sempre deve ser uma realidade. De outro modo, é a tal sportinguização do Benfica.
É tudo uma questão de opinião...

deixado em 12/11/13 às 17:46
responder a comentário | início da discussão

Brytto
Caríssimo

É evidente que os resultados (títulos) têm sido paupérrimos, isso não está em discussão, estou certo que todos os benfiquistas concordarão consigo, obviamente, eu incluído.
Agora temos que nos recordar do ponto de partida e esse era de facto muito mau. Se recuar 5 anos antes de JJ vai ver que os resultados eram horripilantes sem qualquer comparação com o pôs JJ, a todos os níveis! Sim, investiu-se mais, mas recordo que nos últimos anos já se estava a investir e os resultados continuavam na mediocridade. Recordo que já havia Luisão, Cardozo, Di Maria, Fábio Coentrão que JJ adaptou com os resultados conhecidos, Máxi, David Luis, Aimar entre outros....Chegaram o Javi, Saviola e Ramires e foi o que se viu, um futebol que jamais esquecerei!...
Mas enfim, deixando outras considerações de lado, o que eu relevo sempre muito quando tenho este tipo de discussões com os meus amigos benfiquistas é o facto, que parece andar esquecido e que já referi no post anterior, de estarmos a discutir campeonatos com uma equipa que simplesmente não perde, repare que nem nas épocas douradas do polvo tripeiro tal sucedeu. O Porto em cerca de 100 jogos perdeu UM !!!! Pergunto, como se ganha a uma equipa assim? Parece que tem que ser o melhor Benfica de sempre, não vejo outra forma! Um Benfica perfeito... como aliás quase o foi a época passada (um único jogo perdido, em qualquer campeonato normal esta performance é vencedora em 99% das vezes).
Por fim, deixe-me trazer para a discussão certas decisões de arbitragem que nos prejudicaram em momentos decisivos. Bem sei que nós benfiquistas não gostamos muito deste argumento, mas também não podemos ser anjinhos de todo.
Resumindo. Pós JJ estamos presos por detalhes para conquistarmos títulos nacionais contra um rival sem precedentes, antes JJ, não passava de uma miragem chegarmos perto desse rival quanto mais ganhar.
Mas atenção, concordo que JJ não tem mais margem para mais uma época sem a conquista do título nacional.

deixado em 12/11/13 às 19:05
responder a comentário

Comentar post

Os Gloriosos
Últ. comentários
Comigo foi aqui mais pertinho! Estavamos em Agosto...
Comigo, foi em Los Angeles. Pergunta habitual do m...
Há 28 anos, estava eu no metro em Budapeste quando...
Sou sócio do Benfica e o Benfica é a minha associa...
A fase "Rui Vitória" há-de ter melhores dias. Já t...
BLOGCOUNTER
Pesquisar
 
Posts recentes

Muy grandioso

Futebol dos anos 80

Jogos que não se esquecem

1988: Benfica a preto-e-b...

Inferioridade numérica

Arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2008

Ligações
Mais comentados
20 comentários
19 comentários
16 comentários
16 comentários
Tags

a noite do oscar(1)

a um quinto do preço a que foi vendido o(1)

acidente(1)

adeptos(1)

aimar(3)

aimar; ópera; mozart; flauta mágica;(1)

alá é grande(1)

álvaro(1)

andrades(3)

andré almeida(1)

andré gomes(5)

aniversário(1)

anti-adepto(1)

antifa(1)

arbitragem(6)

assim se vê a grandeza do slb(1)

atletismo(2)

barcelona(1)

basquetebol(1)

benfica(56)

benfica tv(1)

benfica-porto(3)

benficácia(1)

bento(3)

bernardo silva(1)

biografia(1)

bloqueio(1)

bruno alves(1)

cada religião tem a sua catedral(19)

calimero(4)

campeão(2)

capdevila(2)

cardozo(7)

carlos manuel(2)

carrega(1)

carrega benfica(3)

carrega benfica; nós só queremos benfica(1)

carregabenfica(5)

chalana(2)

chalana e aimar(1)

chama imensa(1)

champions league(1)

chapa 4(1)

chorem menos(1)

classe(1)

clássico(1)

classico(1)

clube satélite(1)

confiança(1)

contratações(15)

corram mais(1)

corrupção(1)

cortez(1)

crime organizado(1)

cultura benfiquista(1)

d. eusébio(1)

djaló(2)

eleições(4)

eusébio(2)

fcporto(3)

fruta(6)

fruta e café com leite(5)

funes mori(2)

futebol(2)

futsal(7)

gaitan(5)

garay(2)

glorioso(9)

hóquei em patins(2)

ivan cavaleiro(3)

jj(7)

jorge jesus(23)

josé veiga(2)

lfv(6)

liga(6)

liga dos campeões(14)

luís filipe vieira(9)

luisão(2)

matic(3)

melgarejo(2)

mercado de transferências(3)

modalidades(3)

nelson oliveira(15)

olivedesportos(3)

pedro proença(3)

plantel(2)

portugal(2)

povo(2)

proença(3)

rangel(2)

razões para ser do benfica(5)

rodrigo(6)

rui costa(4)

selecção(2)

somos grandes(3)

sporting(10)

ucl(2)

ultras(4)

vai-te embora que não deixas saudades(5)

yannick djaló(2)

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds