Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2012
Nolito de Jesus
por Bruno Vieira Amaral, Qua 08/Fev/12

O dois a zero com um golo na primeira parte e outro na segunda é o resultado mais insípido. Um resultado que só tolero num derby em que joguemos com um jogador a menos desde os cinco minutos, num clássico disputado nas Antas ou numa final da Liga dos Campeões contra o Barcelona. No resto, dois a zero sabe-me a derrota. O desígnio do Benfica é atacar. Marcar o primeiro e ir à procura do segundo, marcar o segundo e ir à procura do terceiro and so on, até que o árbitro apite para o final do jogo e nos vejamos regulamentarmente impedidos de marcar mais golos. Mesmo aí, quero ver os nossos jogadores a protestar com o árbitro por só ter dado cinco minutos de compensação. Os jogadores do Benfica têm sempre de querer jogar mais e marcar mais. Se o Benfica fosse um pugilista tinha de ganhar sempre por knock-out. Ganhar aos pontos é para meninos. Por isso é que Jorge Jesus é o treinador ideal para o Benfica. Consta que nasceu lagarto, mas como é esperto que nem um rato, percebeu o que é o Benfica: um desejo alucinado e insano de atacar, de esmagar o adversário. Vemos como lhe custa “reforçar” o meio-campo, “povoá-lo” para ganhar a “batalha”, lá está, do meio-campo, num linguajar que é meio Clausewitz, meio Malthus, guerra demográfica. Ele quer é atacar à maluca, com os laterais a subir (coitado, agora tem lá o Emerson) e a acompanharem o Aimar, o Rodrigo, o Witsel, o Gaitán, o Nolito, o Cardozo. Para Jesus, até o Garay tem de render mais lá à frente. De acordo com esta filosofia de canibalismo futebolístico (Merckx aplicado à bola), qualquer dia até o Artur tem de marcar golos. As circunstâncias obrigaram Jesus a ser mais cauteloso, menos suicida, mas o futebol atual do Benfica não sabe ser cínico ou, como se diz hoje, especulativo. E não me falem do glorioso catenaccio do Trappatoni, porque aquilo não era glorioso, nem catenaccio, nem nada. Era uma merda e um insulto à nobre arte de defender dos italianos. Felizmente, com Jorge Jesus, mesmo quando perdemos, raramente somos uma merda. Há vontade de atacar, de cair em cima do adversário, de massacrar. Jesus diz que o Aimar é o treinador dentro de campo, mas não é preciso ser grande observador para ver que o equivalente a Jesus é aquele espanhol maluco e destravado, o Nolito.

gloriosamente escrito por Bruno Vieira Amaral
link do post | chutar para golo
Os Gloriosos
Últ. comentários
Comigo foi aqui mais pertinho! Estavamos em Agosto...
Comigo, foi em Los Angeles. Pergunta habitual do m...
Há 28 anos, estava eu no metro em Budapeste quando...
Sou sócio do Benfica e o Benfica é a minha associa...
A fase "Rui Vitória" há-de ter melhores dias. Já t...
BLOGCOUNTER
Pesquisar
 
Posts recentes

Muy grandioso

Futebol dos anos 80

Jogos que não se esquecem

1988: Benfica a preto-e-b...

Inferioridade numérica

Arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2008

Ligações
Mais comentados
20 comentários
19 comentários
16 comentários
16 comentários
Tags

a noite do oscar(1)

a um quinto do preço a que foi vendido o(1)

acidente(1)

adeptos(1)

aimar(3)

aimar; ópera; mozart; flauta mágica;(1)

alá é grande(1)

álvaro(1)

andrades(3)

andré almeida(1)

andré gomes(5)

aniversário(1)

anti-adepto(1)

antifa(1)

arbitragem(6)

assim se vê a grandeza do slb(1)

atletismo(2)

barcelona(1)

basquetebol(1)

benfica(56)

benfica tv(1)

benfica-porto(3)

benficácia(1)

bento(3)

bernardo silva(1)

biografia(1)

bloqueio(1)

bruno alves(1)

cada religião tem a sua catedral(19)

calimero(4)

campeão(2)

capdevila(2)

cardozo(7)

carlos manuel(2)

carrega(1)

carrega benfica(3)

carrega benfica; nós só queremos benfica(1)

carregabenfica(5)

chalana(2)

chalana e aimar(1)

chama imensa(1)

champions league(1)

chapa 4(1)

chorem menos(1)

classe(1)

clássico(1)

classico(1)

clube satélite(1)

confiança(1)

contratações(15)

corram mais(1)

corrupção(1)

cortez(1)

crime organizado(1)

cultura benfiquista(1)

d. eusébio(1)

djaló(2)

eleições(4)

eusébio(2)

fcporto(3)

fruta(6)

fruta e café com leite(5)

funes mori(2)

futebol(2)

futsal(7)

gaitan(5)

garay(2)

glorioso(9)

hóquei em patins(2)

ivan cavaleiro(3)

jj(7)

jorge jesus(23)

josé veiga(2)

lfv(6)

liga(6)

liga dos campeões(14)

luís filipe vieira(9)

luisão(2)

matic(3)

melgarejo(2)

mercado de transferências(3)

modalidades(3)

nelson oliveira(15)

olivedesportos(3)

pedro proença(3)

plantel(2)

portugal(2)

povo(2)

proença(3)

rangel(2)

razões para ser do benfica(5)

rodrigo(6)

rui costa(4)

selecção(2)

somos grandes(3)

sporting(10)

ucl(2)

ultras(4)

vai-te embora que não deixas saudades(5)

yannick djaló(2)

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds