Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012
Vestir a camisola sem hesitar.
por João Santana Lopes, Ter 31/Jan/12

Há chamamentos que não dão espaço a hesitações. Essas podem ocorrer em relação a aspectos materiais, mas não em relação a aspectos emocionais. O Sport Lisboa e Benfica é mais do que emocional: é pertença, é crença, é sofrimento, é paixão. Por isso nunca se hesita em vestir a camisola deste Glorioso. Assim o espero fazer aqui, doravante.

Pelo Benfica! Sempre!

 

PS: Obrigado pelo gentil convite para participar neste espaço.

gloriosamente escrito por João Santana Lopes
link do post | chutar para golo
Yannick Djaló, uma boa contratação!
por Filipe Afonso, Ter 31/Jan/12

É fresquinha a notícia: Djaló no Benfica.

O universo benfiquista esta em alvoroço com a contratação de Floribelo, ao passar pelas tascas de Lisboa a agitação é evidente em qualquer adepto de futebol. Espanto-me ao reparar que grande parte dos benfiquistas, principalmente os habituais maldizentes, estão em desacordo com a aquisição de tal jogador. Passo a explicar o meu espanto. Primeiro, Djaló é um jogador português, o que é desde logo uma vantagem dado o défice de jogadores nacionais. Segundo, as suas características enquanto jogador são conhecidas por todos e, quanto a mim, há muito por explorar: rapidez, agilidade e técnica (alguma). Depois, em termos económico, um jogador que vem a custo zero e que recebe um salário dos mais baixos do plantel é uma aposta com risco muito baixo, mais a mais, as probabilidades de o vender, futuramente, por um valor aceitável (falo de pelo menos 2 milhões) são altas, o que torna o negócio ainda mais aliciante. Por fim, o ex-sportinguismo é um salpico de pimenta que torna Yannick ainda mais apetecível. Por estas e por outras razões que se possam revelar com o seu desempenho desportivo, considero Yannick Djaló uma boa contratação

gloriosamente escrito por Filipe Afonso
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)
O 1º dia de Djaló
por Daniel Vieira, Ter 31/Jan/12

"Ir para o Benfica é um sonho concretizado" disse Djaló, há momentos, na Benfica Tv.

O recente reforço do Benfica referiu ainda estar feliz por "pertencer à família Benfica", prometendo empenho e sublinhando que irá jogar "onde JJ quiser"!

 

(Note-se que o avançado foi sem a esposa para o treino, para desilusão dos adeptos que não quiseram perder a sua estreia no Seixal.

De salientar que, no discurso, em exclusivo para a nossa TV, Djaló não confirmou que o seu próximo filho/a se chamará Yáguia Vitória) - estas foram para descontrair um pouco do medo que a presença de Djaló me causa.

Espero estar enganado e por isso, a partir do momento em que assinou pelo Benfica, é "um dos eleitos" para vestir o manto sagrado, logo, será defendido até ao dia em que a sua presença seja prejudicial para o clube.

gloriosamente escrito por Daniel Vieira
link do post | chutar para golo | ver comentários (4)
Parabéns Veloso
por Nuno Gouveia, Ter 31/Jan/12

Via GloriosoFacebook

gloriosamente escrito por Nuno Gouveia
link do post | chutar para golo
Djaló e afins
por José Maria Barcia, Ter 31/Jan/12

Confesso que nunca gostei do Djaló. Nem quando naqueles raros momentos conseguia ser imparcial em relação aos jogadores do outro clube da 2ª Circular.

 

No entanto, o moço agora veste a camisola encarnada e nem que seja só por isso merece uma oportunidade. Chamem-me coração mole mas se ele lá está é porque tem qualquer coisa de boa. Nem que seja mais um exemplo de como o Sporting não consegue aproveitar os seus jogadores e qualquer um, repito, qualquer um pode vingar no glorioso. Mesmo que esse qualquer um seja o Yannick.

gloriosamente escrito por José Maria Barcia
link do post | chutar para golo
Até nem fica mal
por Nuno Gouveia, Ter 31/Jan/12

Confesso que não estou particularmente entusiasmado com esta contratação. Tenho as minhas dúvidas que possa ser uma mais valia para este plantel do Benfica. Mas também é verdade que até ao momento Yannick Djaló jogou sempre num clube que não proporciona condições para os jogadores evoluírem. Apesar do Sporting formar bons jogadores, e exemplos disso não faltam, também é verdade que raramente os aproveita. Ou saem muito novos ou acabam por perderem-se nos corredores de Alvalade. Resta-me esperar que o Yannick aproveite os bons ensinamentos que irá receber de Jorge Jesus e nos dê alegrias. Até porque para mim, a partir do momento em que assinam pelo Glorioso passam a pertencer ao meu leque de jogadores preferidos. Pelo menos até aos primeiros jogos...

 

Grave parece-me o empréstimo de Ruben Amorim ao Braga. Não percebo. Não havia mais nenhum clube para o emprestar?

gloriosamente escrito por Nuno Gouveia
link do post | chutar para golo
Bah.... reforços de Inverno...
por Nuno Camarinhas, Ter 31/Jan/12

Duas ideias para reflectirmos sobre a vinda do Djalol

 

Primeira ideia:

Já nem nos devíamos incomodar com esta coisa dos reforços de Inverno. O Benfica nunca foi lá muito bom nisso. Vendo uma lista que A Bola publicava aqui há dias, em 16 épocas, eu diria que, dos quarenta e tal jogadores que o Benfica inscreveu na abertura de mercado de Inverno, houve dois ou três (estou a pensar em Poborsky, Geovanni e David Luiz) que vingaram. De resto, quase tudo erros de casting e uma carga de trabalhos para o departamento de colocação de jogadores excedentários.

 

Segunda ideia:

Com a excepção do Simão e da épica passagem de Futre pelo nosso plantel, raramente um jogador vindo do clube do fosso fez história de vermelho (Luís Filipe, Peixe, Caneira, Dani, Marinho, Amaral, Cadete, Porfírio, só para citar os mais recentes e notórios).

 

Não me parece um jogador identificado com o Benfica e, por enquanto, vejo-o mais como um sapo que teremos que engolir. Ao menos que marque um golo bonito à ex-equipa, para o campeonato ou para a Taça da Liga. Vá ao Marquês celebrar o título sem a mulher, e depois volte à sua vida. Ou então que me faça arrepender de ter pensado isto tudo.

gloriosamente escrito por Nuno Camarinhas
link do post | chutar para golo
A Europa inteira à espera
por Ricardo Noronha, Ter 31/Jan/12

 

 

 

gloriosamente escrito por Ricardo Noronha
link do post | chutar para golo
Formar para desaproveitar
por Tiago Mota Saraiva, Ter 31/Jan/12

A contratação de Yannick Djaló não me provoca especial fervor. Resta-me constatar a capacidade sportinguista em formar e desaproveitar jogadores. Haverá outro clube no mundo que tenha tido na sua formação dois dos melhores do mundo da ultima década, sem que os tenha aproveitado para vencer um título que se visse?

Há um país que insiste em fazer o mesmo.

gloriosamente escrito por Tiago Mota Saraiva
link do post | chutar para golo
Do Porto, com amor
por rms, Ter 31/Jan/12
Não sei se serei, de momento, o único tripeiro que tem a honra de escrever neste ilustre espaço, como são todos os espaços dedicados ao Benfica. Não abdico da minha condição de orgulhosamente tripeiro e benfiquista. Até porque me dá um gozo especial, mesmo quando me espetam com os cinco dedos em riste a relembrar resultados de jogos menos felizes. Nestes dias, a grande rivalidade não é ente o Glorioso e o outro clube da Segunda Circular, é entre o Glorioso e o clube cá da terra. Esse é que é o “clássico dos clássicos”, apesar de a imprensa da metrópole continuar a apregoar o contrário. Ser benfiquista no Porto é um desafio militante e é assim que me assumo: militantemente benfiquista. Adepto de claques enquanto movimentos de massas unidos num propósito comum, assumo que, nos estádios, foram poucos os jogos do Benfica a que assisti. Quem vai para uma bancada cantar e gritar pelo Benfica perde-se mais no ambiente à sua volta do que na bola. Até que ela entra no local certo e, aí, é a loucura.

Sou do Benfica vermelho, não do encarnado, que a outra senhora caiu da cadeira como hão-de cair outros senhores de outras poltronas. Não será por isso de estranhar que, até ao final da primeira volta, 19 dos 38 golos do Benfica tenham sido conseguidos com o pé esquerdo. Sim, esquerdo. Esquerdo a sério, que aqui não há espaço para as ambiguidades de centro-esquerda ou centro-direita. No clube do povo, o pé esquerdo é quem mais ordena.

Sou filho de pai vermelho, vermelho por todo, mas não me lembro como passei a ser do Benfica. Sei que sou. Sei que ainda hoje não sei se lhe perdoo ter-me obrigado a vestir aquela camisa azul e branca às riscas verticais quando o Madjer deu aquela taça europeia ao clube aqui da zona. Nem percebo, até hoje, por que o fez. Mas fê-lo.

E pronto, este sou eu, militante benfiquista, disponível para falar do Benfica, que é muito mais do que falar de futebol.
Está feita a apresentação, vamos ao que interessa.

gloriosamente escrito por rms
link do post | chutar para golo | ver comentários (2)
das aparências
por João Amaro Correia, Ter 31/Jan/12

 

 

Chegou Djaló – sem que se perceba porquê, para quê, ou para que lugar – e rompe-se um pouco mais uma das mais nobres tradições da equipa: a recusa da metrossexualidade das modas  correntes e a ostentação sem rebuço da masculinidade

As glórias do Benfica foram quase todas elas conquistadas à sombra do bigode. Sem tatuagens e corpos escritos, colares e brincos de diamante e viaturas gangsta rap style. Mas com viril capilagem labial superior.

Estética é também ética, e se recusamos a retrossexualização dos comportamentos, a metrossexualização do plantel deverá também ser recusada.

O Benfica é dar bigode.

gloriosamente escrito por João Amaro Correia
link do post | chutar para golo
Djaló
por Lourenço Cordeiro, Ter 31/Jan/12

Bem-vindo meu: a tua carreira começa agora.

gloriosamente escrito por Lourenço Cordeiro
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)
Que futuro o de Djaló?
por Daniel Vieira, Ter 31/Jan/12

Antes de qualquer apreciação, apenas quero sublinhar o meu agradecimento pelo convite endereçado para fazer parte deste blogue que se espera que traga discussão ao universo encarnado, sempre com a parcialidade e tendência que nos deve assistir enquanto benfiquistas.
Hoje é, para mim, e para muitos benfiquistas, um dia triste. Apelidá-lo de triste pode, à partida, ser castrador de desenvolvimento racional nos próximos meses, mas, a chegada de Djaló ao Benfica é encarada (ressalvo a minha opinião pessoal) com alguma desconfiança.

Não afirmo que estou céptico em relação a este negócio porque confio no nosso presidente e, ainda mais, no nosso treinador. Quem nos diz que LFV e JJ não têm um negócio para Djaló em Junho que envolva mais do que o custo zero a que ele chega à Luz?

Quem nos diz também que Djaló vai jogar? É um avançado não tem minutos nos últimos seis meses e roubar lugar na linha ofensiva do nosso onze não me parece tangível, pelo menos para já.

Será que Djaló vem para ser campeão e, como consequência, ser valorizado no mercado para uma futura venda?

Uma coisa é certa, Djaló não é jogador indiscutível no Benfica, mas, neste momento, pode ser uma alternativa na extrema (recorde-se que Gaitan é o único de raiz e está numa forma péssima).

 

 

Ora, perante tantas dúvidas e questões, estreio-me neste espaço, esperando dar um contributo positivo para o crescimento do mesmo.

Tags:
gloriosamente escrito por Daniel Vieira
link do post | chutar para golo
11
por Rui Castro, Ter 31/Jan/12

Com excepção de Eusébio, a escolha do meu 11 recaiu em jogadores do Glorioso que tive o prazer de ver jogar:

Michel Georges Jean Ghislain Preud'homme

Fábio Alexandre da Silva Coentrão

António Augusto da Silva Veloso

José Carlos Nepomuceno Mozer

Ricardo Gomes Raymundo

Paulo Manuel Carvalho Sousa

Pablo Cesar Aimar Giordano

Paulo Jorge dos Santos Futre

Fernando Albino de Sousa Chalana

João Manuel Vieira Pinto

Eusébio da Silva Ferreira

gloriosamente escrito por Rui Castro
link do post | chutar para golo | ver comentários (11)
Benfiquismo
por Nuno Camarinhas, Ter 31/Jan/12

Sou Benfiquista de geração espontânea. O meu pai era sportinguista anti-benfiquista, de lugar cativo. Mas era o pós-25 de Abril, o Benfica tinha uma grande equipa e o vermelho para mim era a cor certa. As colecções de cromos só tinham interesse na página do Benfica. O emblema do Benfica era um cromo de sonho e até o cromo do Lajos Barotti era como se saísse a fotografia dum avozinho perdido numa carteira. Adorava o Benfica, contra tudo e contra todos. Queria ser o Carlos Manuel e tinha uma camisola com o número 6, que picava. Na praceta onde cresci, havia um senhor (verdadeiro apóstolo do benfiquismo), de precoce cabelo branco ondulado, que levava à Luz os miúdos que quisessem ir ver o Benfica. Foi com ele e com uma série de amigos, que (confirmei mais tarde no Almanaque do Benfica), no dia 9 de Dezembro de 1980, com 8 anos, assisti a um Benfica, 4 – Belenenses, 1 (um do Shéu, dois no Néné e um do Reinaldo), da 13.ª jornada dum campeonato que venceríamos. No terceiro anel, claro. Ainda tive direito a mais uns jogos assim. Depois passei a ir sozinho ou com os meus primos. Hoje gosto de ir em família (somos todos do Benfica, claro) embora maioritariamente apenas com o meu filho. Fiz questão que, ele também, se estreasse num Benfica-Belenenses (curiosamente também de um ano em que seríamos campeões). Em épocas como estas não é tão difícil a educação do jovem benfiquista. Aqui há uns anos era mais complicado – a isso voltarei noutro post. Acho que tenho feito um bom trabalho. Mas há uma coisa que ainda não admito: quando ele se vira para mim, como no outro dia, e lançou a seguinte leviandade: «eu sou mais benfiquista do que tu». O pirralho, que ainda mal distingue a Taça Eusébio da Liga dos Campeões...
Depois de me ter tornado sócio há um ano (prenda de aniversário da minha mulher), agora fui convidado, pelo Miguel Noronha, para escrever neste blog. Acho que nunca pensei chegar tão alto na minha carreira de benfiquismo (se não contarmos os títulos oferecidos no Championship Manager). Dias gloriosos.

música: Panda Bear - Benfica
gloriosamente escrito por Nuno Camarinhas
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)
Os Gloriosos
Últ. comentários
Comigo foi aqui mais pertinho! Estavamos em Agosto...
Comigo, foi em Los Angeles. Pergunta habitual do m...
Há 28 anos, estava eu no metro em Budapeste quando...
Sou sócio do Benfica e o Benfica é a minha associa...
A fase "Rui Vitória" há-de ter melhores dias. Já t...
BLOGCOUNTER
Pesquisar
 
Posts recentes

Muy grandioso

Futebol dos anos 80

Jogos que não se esquecem

1988: Benfica a preto-e-b...

Inferioridade numérica

Arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2008

Ligações
Mais comentados
20 comentários
19 comentários
16 comentários
16 comentários
Tags

a noite do oscar(1)

a um quinto do preço a que foi vendido o(1)

acidente(1)

adeptos(1)

aimar(3)

aimar; ópera; mozart; flauta mágica;(1)

alá é grande(1)

álvaro(1)

andrades(3)

andré almeida(1)

andré gomes(5)

aniversário(1)

anti-adepto(1)

antifa(1)

arbitragem(6)

assim se vê a grandeza do slb(1)

atletismo(2)

barcelona(1)

basquetebol(1)

benfica(56)

benfica tv(1)

benfica-porto(3)

benficácia(1)

bento(3)

bernardo silva(1)

biografia(1)

bloqueio(1)

bruno alves(1)

cada religião tem a sua catedral(19)

calimero(4)

campeão(2)

capdevila(2)

cardozo(7)

carlos manuel(2)

carrega(1)

carrega benfica(3)

carrega benfica; nós só queremos benfica(1)

carregabenfica(5)

chalana(2)

chalana e aimar(1)

chama imensa(1)

champions league(1)

chapa 4(1)

chorem menos(1)

classe(1)

clássico(1)

classico(1)

clube satélite(1)

confiança(1)

contratações(15)

corram mais(1)

corrupção(1)

cortez(1)

crime organizado(1)

cultura benfiquista(1)

d. eusébio(1)

djaló(2)

eleições(4)

eusébio(2)

fcporto(3)

fruta(6)

fruta e café com leite(5)

funes mori(2)

futebol(2)

futsal(7)

gaitan(5)

garay(2)

glorioso(9)

hóquei em patins(2)

ivan cavaleiro(3)

jj(7)

jorge jesus(23)

josé veiga(2)

lfv(6)

liga(6)

liga dos campeões(14)

luís filipe vieira(9)

luisão(2)

matic(3)

melgarejo(2)

mercado de transferências(3)

modalidades(3)

nelson oliveira(15)

olivedesportos(3)

pedro proença(3)

plantel(2)

portugal(2)

povo(2)

proença(3)

rangel(2)

razões para ser do benfica(5)

rodrigo(6)

rui costa(4)

selecção(2)

somos grandes(3)

sporting(10)

ucl(2)

ultras(4)

vai-te embora que não deixas saudades(5)

yannick djaló(2)

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds