Quinta-feira, 5 de Abril de 2012
Faltou-nos Marx
por Tiago Mota Saraiva, Qui 05/Abr/12

A tarefa era difícil. Entre lesionados e poupados Jesus preocupou-se com a defesa. Falhou na teoria. Se os jogadores tivessem passado a última semana a estudar Marx, teriam entrado em campo mais preparados.

Vendo as duas partidas fica-se com a sensação que somente aos 130 minutos da eliminatória - uma grande penalidade roubada, outra inventada e um vermelho depois - os jogadores perceberam que não enfrentavam 11 homens de azul. Enfrentavam os mercados, o share, o lucro de alguns protegido por esse exclusivo bando de malfeitores que se reúne sob a sigla UEFA. O povo denunciava-o nas bancadas gritando o nome do patrão da organização, e traidor de classe. Marx entenderia esta partida como mais um episódio da luta de classes em que a justiça, representada pelo árbitro, cumpria o seu papel histórico ao lado dos mais fortes. Damir Skomina de seu nome, à primeira oportunidade não hesitou em expulsar Maxi Pereira, o operário de tantas lutas no flanco direito e quando tudo fazia crer que fosse "Chuta-chuta" o mais fácil de apanhar na teia.

Na segunda parte já ninguém duvidava que se assistia a algo que era mais que um jogo. 

O Benfica até podia ser eliminado, mas os jogadores percebiam o valor simbólico de um exército desarmado (Montalban descrevê-los-ia assim) de 10 homens de vermelho a lutar ao som dos cânticos, dos nossos, nas bancadas. Do nosso lado da barricada apenas temos que lamentar a falta de formação ideológica do jovem Nélson Oliveira arrevesando uma extraordinária acção colectiva que podia ter dado o 1-2. 

No final do jogo, Luís Filipe Vieira, o melhor presidente do Benfica do pós-25 de Abril, não esqueceu que o jogo havia sido transmitido para todo o mundo. Da Grécia a Portugal pelo lado mais longo, abraçou-se o mundo deixando clara a mensagem mais importante nos tempos que correm: quando se luta nem sempre se ganha, mas quando não se luta perde-se sempre.

Aimar (grande Aimar!), no final, colocou a questão política certa. É "outra vez o mesmo", disse, "o que tínhamos de fazer, fizemos".

 

Também aqui

 

 

gloriosamente escrito por Tiago Mota Saraiva
link do post | chutar para golo
1 comentário:
Wessel26
Excelente texto ...

Ontem foi dos jogos em que tive mais orgulho em ser benfiquista ...

É por isso que ser deste clube é ser diferente porque somos um clube justo, lutador, romântico e glorioso ...

Foi das derrotas que embora seja sempre uma derrota mais me deu gosto porque saímos de lá com a cabeça bem erguida ...
Sabendo que perdemos não por sermos piores mas por apenas não haver interesse que ganhássemos ...

Saímos daquela Inglaterra estilo William Wallace que quando lhe foi pedido se queria misericórdia escolheu a palavra liberdade ...

Este jogo foi muito mais que um jogo de futebol ...

Foi a expressão de um grande clube que não se ajoelha perante ninguém e que percebe muito bem o que lhe rodeia e os interesses sujos que o dinheiro fácil geram ...

Que orgulho ... Muito Obrigado Benfica por existires e por me proporcionares momentos espantosos como aquele cântico dedicado a Michel Platini dos nossos valorosos adeptos que estiveram ali a ver a sua equipa a perder livre e nunca em paz sujeita ...


SLB

deixado em 5/4/12 às 19:55
responder a comentário

Comentar post

Os Gloriosos
Últ. comentários
Comigo foi aqui mais pertinho! Estavamos em Agosto...
Comigo, foi em Los Angeles. Pergunta habitual do m...
Há 28 anos, estava eu no metro em Budapeste quando...
Sou sócio do Benfica e o Benfica é a minha associa...
A fase "Rui Vitória" há-de ter melhores dias. Já t...
BLOGCOUNTER
Pesquisar
 
Posts recentes

Muy grandioso

Futebol dos anos 80

Jogos que não se esquecem

1988: Benfica a preto-e-b...

Inferioridade numérica

Arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2008

Ligações
Mais comentados
20 comentários
19 comentários
16 comentários
16 comentários
Tags

a noite do oscar(1)

a um quinto do preço a que foi vendido o(1)

acidente(1)

adeptos(1)

aimar(3)

aimar; ópera; mozart; flauta mágica;(1)

alá é grande(1)

álvaro(1)

andrades(3)

andré almeida(1)

andré gomes(5)

aniversário(1)

anti-adepto(1)

antifa(1)

arbitragem(6)

assim se vê a grandeza do slb(1)

atletismo(2)

barcelona(1)

basquetebol(1)

benfica(56)

benfica tv(1)

benfica-porto(3)

benficácia(1)

bento(3)

bernardo silva(1)

biografia(1)

bloqueio(1)

bruno alves(1)

cada religião tem a sua catedral(19)

calimero(4)

campeão(2)

capdevila(2)

cardozo(7)

carlos manuel(2)

carrega(1)

carrega benfica(3)

carrega benfica; nós só queremos benfica(1)

carregabenfica(5)

chalana(2)

chalana e aimar(1)

chama imensa(1)

champions league(1)

chapa 4(1)

chorem menos(1)

classe(1)

clássico(1)

classico(1)

clube satélite(1)

confiança(1)

contratações(15)

corram mais(1)

corrupção(1)

cortez(1)

crime organizado(1)

cultura benfiquista(1)

d. eusébio(1)

djaló(2)

eleições(4)

eusébio(2)

fcporto(3)

fruta(6)

fruta e café com leite(5)

funes mori(2)

futebol(2)

futsal(7)

gaitan(5)

garay(2)

glorioso(9)

hóquei em patins(2)

ivan cavaleiro(3)

jj(7)

jorge jesus(23)

josé veiga(2)

lfv(6)

liga(6)

liga dos campeões(14)

luís filipe vieira(9)

luisão(2)

matic(3)

melgarejo(2)

mercado de transferências(3)

modalidades(3)

nelson oliveira(15)

olivedesportos(3)

pedro proença(3)

plantel(2)

portugal(2)

povo(2)

proença(3)

rangel(2)

razões para ser do benfica(5)

rodrigo(6)

rui costa(4)

selecção(2)

somos grandes(3)

sporting(10)

ucl(2)

ultras(4)

vai-te embora que não deixas saudades(5)

yannick djaló(2)

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds