Terça-feira, 13 de Agosto de 2013
Funes Mori
por Filipe Boto Machado, Ter 13/Ago/13

Funes Mori, parece que é este o substituto de Oscar Cardozo no plantel do Benfica. Para quem não sabe, Funes Mori foi o vencedor de um reality show de futebol nos EUA cujo prémio era a entrada para um clube da MLS. Foi desta forma que iniciou a sua carreira no Dallas.F.C. Segui-se o River Plate e algumas internacionalizações pelos sub-20 argentinos. Agora, segue-se o Benfica.

As primeiras notícias de interesse do Benfica em Funes Mori datam de Dezembro 2010. Nesta altura falava-se que Funes Mori viria para o Benfica numa parceria com um fundo de jogadores a cargo de Kia Jarobochian. Não veio, segundo as notícias da época, porque o River Plate não aceitou nenhuma das propostas feitas pelo Benfica/Kia Jarobochian. No entanto, o Benfica não terá perdido a oportunidade de contar com ele a troco de Rodrigo Mora e cerca de 2M€.

Funes Mori, 23 anos, tem 22 golos em 101 jogos pelo River Plate. Uma análise fria e objectiva destes números não me deixa muito entusiasmado. Funes Mori tem uma média de 0,22 golos/jogo, isto é precisa de quase 5 jogos para fazer 1 golo! O argentino admite que não foi feliz nos Milionários. Segundo ele, "faltou-lhe serenidade na hora da definição", pois a "exigência é muito grande no River Plate". Estará Funes Mori à espera de menos pressão no Benfica? Não sei se lhe disseram, mas, por razões que a razão desconhece, grandes goleadores já foram assobiados pelo exigente público a Luz. Um avançado que não marque golos não terá melhor sorte. Esperemos que, contra todas as expectativas, os nossos olheiros e JJ tenham razão e seja na Luz que Funes Mori encontre o caminho das balizas.


gloriosamente escrito por Filipe Boto Machado
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2012
Missão cumprida
por Filipe Boto Machado, Ter 11/Dez/12

Em épocas já algo distantes, um jogo com o Sporting representava não só 3 pontos para o Benfica como -3 para o Sporting na luta pelo título. Neste ano, o jogo resumia-se a saber quantos pontos o Benfica trazia deste jogo. Não podíamos perder pontos contra os calimeros. Nas contas finais, o Porto terá certamente 6 pontos nos jogos com o Sporting. O Benfica tem de somar outros 6 pontos e 3 já cá cantam. Além disso, há sempre o factor motivação de vencer um derby frente ao Sporting. Disse num post anterior que, para sermos campeões, temos de marcar a diferença nos principais jogos deste campeonato, nomeadamente frente a Porto, Braga e Sporting, não só pelos pontos em disputa, mas também pela carga emocional que representa um resultado positivo ou negativo neste tipo de jogos. Ontem, o Benfica venceu, cumpriu a sua missão e continua na luta pelo título.

Quanto ao jogo, confesso que não gostei da forma como o Benfica jogou ontem em Alvalade. Nunca conseguimos ganhar o meio-campo na primeira parte e isso deveu-se à forma como a equipa se posicionou em campo. Se Matic se junta aos centrais na saída de bola e Lima não recua para vir buscar jogo, sobra André Gomes para um espaço de 25x25metros, obrigando o Benfica a jogar apenas pelas alas (uma de cada vez, pois não existe ninguém no meio para receber a bola e virar o jogo) ou no pontapé para a frente (sem ninguém para ganhar as segundas bolas no meio-campo). Contra o Moreirense ou o Paços, este tipo de jogo funciona, pois não se nota o espaço entre o meio-campo e os avançados. No entanto, contra uma equipa que pressione e queira algo mais do jogo, a distância entre sectores torna-se demasiado evidente, o jogo fica denunciado, as linhas de passe não existem, sobram os pontapés para a frente, as perdas de bola sucedem-se e as segundas bolas são quase todas do adversário. O Sporting jogou como equipa pequena. Onze jogadores atrás da linha da bola, meio-campo lotado e pressão em cima dos jogadores do Benfica quando estes passavam o meio-campo de modo a contra-atacar rapidamente com passes nas costas da defesa do Benfica. Pranjic, Elias, Carillo e Capel correram até rebentar e felizmente rebentaram. Com ou sem jogo na passada sexta-feira, o Sporting dificilmente aguentaria aquele ritmo mais do que 60 minutos. Assim aconteceu. Com a quebra do Sporting houve mais espaço para Salvio e Ola John, a distância entre setores no Benfica diminuiu com a subida possível de Matic e André Gomes, Lima passou a fazer a ligação entre o meio-campo e o ataque, e Cardozo apareceu para resolver o jogo como só ele sabe.

Vencemos justamente e continuamos na luta pelo título, mas não fiquei plenamente convencido. Espero que JJ entenda o que não correu bem no jogo de ontem e o corrija quando recebermos o Porto em Janeiro. Nos jogos com os adversários mais pequenos o Benfica ataca 80% do tempo de jogo, logo pouca gente no meio-campo, nomeadamente quando joga em casa, não é um grande problema. Em jogos com nível de dificuldade mais elevado, esta táctica tão "corajosa" coloca-nos a jeito. Não podemos voltar a entregar o meio-campo ao adversário. O que importa no rescaldo deste jogo é que continuamos na luta pelo título e isso, para um benfiquista, é muito mais importante do que uma vitória frente ao Sporting, especialmente este Sporting.

 

PS 1: Boas exibições de Artur, Ola John, Salvio, Lima e Cardozo, especialmente este último, mais uma vez decisivo e a dar mais três pontos ao Benfica. No plano oposto, como o Nuno já tinha referido, exibição insuficiente de Maxi Pereira e a confirmação de que Jardel não está ao nível do nosso capitão Luisão.

 

PS 2: Ontem, o Sporting teve um único português em campo durante os 90 minutos, Rui Patrício. O Benfica jogou com dois portugueses, André Gomes e André Almeida. Já nem esta vitória moral os calimeros podem levar para casa...

gloriosamente escrito por Filipe Boto Machado
link do post | chutar para golo
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012
Ele só sabe marcar golos...
por Filipe Boto Machado, Sex 09/Nov/12

Na quarta-feira, frente ao Spartak, o Tacuara fez mais dois golos. Nada de novo. Foi ele que deu sentido ao futebol do Benfica. Sem os seus golos, estaríamos arredados da Liga dos Campeões e todos falariam de uma má exibição. Com os seus golos, vencemos, diz-se que podíamos ter vencido por mais e fizemos uma boa exibição. No entanto, é impressionante como adeptos e comunicação social não dão o devido valor a Cardozo. Nos últimos cinco anos, Óscar Cardozo tem sido o abono de família do Benfica. Golos, golos e mais golos. Apesar disso, continua sem convencer porque "só sabe marcar golos". Como se isso fosse um pormenor irrelevante num jogo de futebol e muitos outros o fizessem com a mesma regularidade.

Os adeptos não lhe perdoam uma perda de bola, não suportam a lentidão que apresenta, contestam o empenho que paraguaio apresenta em campo, não aceitam que não saiba fazer uma finta perfeita e reclamam cada golo que falha. O nível de tolerância ao erro dos benfiquistas com Cardozo é próximo de zero. Vou ver quase todos os jogos ao Estádio da Luz e em todos eles oiço muitas críticas ao Tacuara. Em todos os jogos, à minha volta, oiço expressões como "é mesmo trapalhão", "substitui o homem pah", "mete o Kardec", "não joga mesmo nada", "só sabe marcar golos", "falha os penaltis todos e aquele gajo (JJ) nunca mais aprende e mete outro a marcar", etc. No entanto, na hora da verdade, lá aparece um golo do Tacuara a salvar-nos a vida.

Na comunicação social é mais do mesmo. Luís Freitas Lobo, por exemplo, não o suporta. Cardozo vai contra o romantismo do futebol que Luís Freitas Lobo adora. Estou certo que este senhor gosta mais de ver uma excelente jogada que termina com um falhanço clamoroso do que um remate oportuno de Cardozo que termina em golo. Sempre que o Benfica não ganha e joga mal, os jornais, no dia seguinte, apontam Cardozo entre os culpados, pois o paraguaio só joga se for bem servido e quando a equipa não joga para ele, então ele não faz nada. Várias vezes oiço nos comentários que Cardozo não está a jogar nada, é candidato à substituição e logo depois surge um golo do inevitável Tacuara. Nem a imprensa especializada já conseguiu entender quais as características deste jogador. 

Por mim, gostaria muito que Cardozo se mantivesse muitos anos no Benfica. Quando um dia ele sair, só desejo que possamos encontrar, pelo menos, um ponta-de-lança tão bom quanto ele. Não é rápido? Concordo. Não tem pé direito? Concordo. Mas alguém acredita que Cardozo, se fosse rápido e tivesse um pé direito com metade da qualidade do esquerdo Cardozo ainda estaria em Portugal? Assim de repente, jogadores com cerca de 1,90m, fortes fisicamente, rápidos, tecnicistas, ambidestros e goleadores (a sério) só me lembro de dois: Ibrahimovic e Cristiano Ronaldo. Estão entre os melhores do Mundo e Cardozo não. Cardozo é um goleador, está lá para marcar golos e dar objectividade ao futebol que a equipa constrói. Os números não mentem e confirmam-no há cinco anos consecutivos. Aqui vão alguns factos: melhor marcador estrangeiro de sempre no Benfica, melhor marcador do campeonato duas vezes e 4º melhor marcador de um clube português nas competições europeias. Não chega? Não estaria na hora de, pelo menos, os benfiquistas o entenderem? Um dia mais tarde, quando já não jogar no Glorioso e tivermos algum jogador irrequieto e lutador mas que não faz golos, estou certo que todos se lembrarão do tosco paraguaio que fazia golos atrás de golos. Nessa altura, Cardozo será lembrado como deve ser: um jogador lento, com limitações técnicas, mas com um óptimo pé esquerdo, goleador, forte física e psicologicamente.

Tags:
gloriosamente escrito por Filipe Boto Machado
link do post | chutar para golo | ver comentários (2)
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2012
Cardozo: o ódio de estimação de Luís Freitas Lobo
por Filipe Boto Machado, Sex 28/Set/12

Desde que chegou ao Benfica, e já completou 5 épocas com o manto sagrado vestido, Cardozo foi sempre o melhor marcador do Benfica. Durante estas cinco épocas, Cardozo foi duas vezes o melhor marcador do campeonato. Nesta época, a sua sexta no clube, Cardozo é, neste momento, o melhor marcador do campeonato. Internamente ou nas competições europeias, Cardozo tem feito o que se pede a um avançado: marcar golos. No entanto, Luís Freitas Lobo, o homem dos "poemas de futebol", não consegue suportar Cardozo. Lembro-me que no ano passado, no intervalo do jogo no Dragão, o Benfica perdia 1-0 e Freitas Lobo identificou o mal do Benfica: Óscar Cardozo. Segundo Freitas Lobo, com ele em campo o Benfica jogava com menos um porque Cardozo não era capaz de pegar na bola, correr com ela sozinho, criar desequilíbrios e fazer golo. Lógico que não, Cardozo não faz isso, faz outras coisas e os números, ao longo de cinco anos, mostram o que ele sabe fazer: decidir jogos, fazendo golos, sem fintas magníficas e loucas corridas rumo à baliza. A segunda parte no Dragão começou e Cardozo fez o empate, naquele estilo aproveitador, desinteressado e eficaz. Freitas Lobo não disse nem uma palavra, mas também não lhe serviu de lição. Por exemplo, na semana passada, na sua saga contra Cardozo, passou o jogo todo a falar do que Cardozo não é capaz de fazer. Hoje, perante a ausência de Cardozo, Luís Freitas Lobo, que nunca tinha visto em acção a dupla Lima-Rodrigo, apressou-se a garantir, por duas vezes antes do jogo começar, que esta dupla é aquela que melhor serve os interesses do Benfica. Afinal, a ausência do melhor marcador do Benfica nos últimos cinco anos era uma coisa positiva. Aos golos de Lima, Luís Freitas Lobo respondeu com elogios: aproveitador, matador e jogador com faro de golo. Disse Luís Freitas Lobo que os golos de Lima não surgiram por acaso, há mérito porque Lima cheira o golo e os números estão aí para provar. Os golos de Cardozo são sorte, a bola vai ter com ele e o homem lá se digna a rematá-la para o fundo da baliza, os golos de Lima são mérito e faro de golo. Disse ainda Luís Freitas Lobo perto do fim do jogo que Lima pode não vir a marcar tantos golos como marca Cardozo, mas dará muito mais trabalho aos defesas... Raios, um tipo que se acha o mestre do futebol não sabe que existem jogadores com diferentes características e que a um avançado se pedem golos? Uns marcam-nos com a cabeça, outros através de remates fortes, outros jogando no limite do fora-de-jogo, outros através de livres, etc. Estes tem diferente valor em termos práticos? Aparentemente, para Luís Freitas Lobo tem mais valor uma boa jogada individual terminada com uma bola no poste do que um golo simples e oportuno. Há muitos anos que estou farto de ouvir este tipo falar sobre futebol, convencido que percebe daquilo, mas falhando constantemente nos seus prognósticos. Esta embirração com Cardozo já passou os limites do razoável.

Evidentemente, este post não é nada contra Lima. Todos conhecemos a qualidade deste jogador que está a começar muito bem o seu percurso no Benfica. Lima é um jogador muito diferente de Cardozo e mais parecido com Rodrigo. É bom jogador, conhece bem o campeonato português, faz golos e tem qualidade mais do que suficiente para jogar no Benfica. No entanto, o facto de Lima ser um bom jogador não implica que Cardozo não o seja.

gloriosamente escrito por Filipe Boto Machado
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)
Quarta-feira, 21 de Março de 2012
Inevitável
por Nuno Gouveia, Qua 21/Mar/12

 

Quando o comentador disse que ia entrar o Cardozo, pensei: "bem, lá vai ter que ser o Cardozo a resolver isto". E ele lá me fez a vontade e decidiu a eliminatória. Jesus ontem esteve bem, poupou o Gaitán e o Cardozo para o jogo da próxima sexta-feira, e ainda deu a titularidade a Capdevila (os comentadores parecem que estavam incomodados por vê-lo jogar). Sim, o espanhol não está em forma, mas mesmo assim prefiro vê-lo em campo do que o medíocre Emerson. Se jogar mais, irá subir de forma. E agora é ganhar ao Olhanense.

 

PS: Será que a máfia siciliana também se queixa do elevados indices de criminalidade na ilha? 

gloriosamente escrito por Nuno Gouveia
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)
Sábado, 17 de Março de 2012
A noite de Cardozo
por Nuno Gouveia, Sab 17/Mar/12

Foto GloriosoFacebook

 

Nota prévia: não gostei da exibição do Benfica esta noite. Depois da derrota na luz há duas semanas pedi nove vitórias. E, sem brilho diga-se, já alcançámos duas delas. Venham as outras sete. Mas o Benfica tem obrigatoriamente de jogar mais para ser campeão. Não que o FC da Fruta tenha feito melhor. Bem pelo contrário, hoje jogaram pessimamente e apenas ganharam porque os avançados do Nacional pareciam que tinham receio em chutar com força. Tenho de admitir, no entanto, que nunca esperei que o clube da fruta perdesse pontos com o clube do amigo Rui Alves. Isso seria esperar um milagre. 

 

Em relação ao jogo propriamente dito, continuo a não acreditar que o Emerson é titular do Benfica. Com ele, até o Balboa parece jogador de futebol. Como é possível o grande Benfica ter um jogador tão medíocre? Temo o pior na próxima terça-feira e nos jogos contra o Chelsea, com este senhor em campo. Mas em abono da verdade jogámos o suficiente para vencer e até poderíamos ter marcado mais golos. Não pela nossa exibição, mas sim pela fragilidade deste Beira Mar, dando razão a todos os que são contra o alargamento da Liga. Gostei das exibições do Aimar (não sabe jogar mal), do sempre esforçado Witsel, que até a defesa-direito mostra serviço e do grande Cardozo. Cada vez mais me convenço que o paraguaio é o melhor ponta de lança do Benfica das últimas décadas. Ao mesmo nível só me recordo do Van Hooijdonk, mas este apenas cá esteve uma época. Renovem com o homem que ele merece. 

gloriosamente escrito por Nuno Gouveia
link do post | chutar para golo | ver comentários (5)
Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2012
Cardozo, o bem amado
por Nuno Gouveia, Sex 03/Fev/12

 

Na sua quinta época em Portugal, Cardozo, já com mais de 120 golos, é seguramente o melhor goleador do Benfica das últimas décadas. Apesar de não esquecer alguns bons goleadores que por cá passaram, como o Magnusson, Van Hooijdonk ou o Nuno Gomes, nenhum deles exibiu um rendimento tão elevado em tantas épocas consecutivas. O holandês só cá esteve mesmo uma época, infelizmente. Apesar desse facto que me parece inegável, volta e meia apanho-me a ouvir benfiquistas a censurarem o paraguaio. Ou “não acerta um passe”, ou “não corre” ou até “porque falha golos fáceis”. Muitos na Luz também parecem partilhar desse sentimento, pois os assobios (felizmente agora muito menos) têm sido uma constante nestes anos. Ainda me recordo de uma acesa discussão que tive sobre a sua venda no ano após o título de 2010. Segundo um ilustre benfiquista, deveríamos vender o Cardozo imediatamente porque tínhamos o Kardec. Sim, aquele que emprestámos ao Santos e que provavelmente nunca mais irá jogar no Benfica. A mesma coisa seria trocar agora o Luisão para ir buscar um Mangala ou um Carriço qualquer. Ou vender o Nolito para contratar um Carrillo ou um Rodriguez. Felizmente Cardozo ficou e o resultado está à vista. Acredito que após tantas e tantas alegrias, os ainda cépticos passarão a encarar o Cardozo como um bem amado do clube. Ele merece.

 

Cardozo hoje foi eleito justamente o melhor jogador do mês de Janeiro. Prémio que só peca pelo atraso, pois já em meses anteriores Cardozo tinha sido decisivo. Como tem sido antecipado pela imprensa desportiva, Luís Filipe Vieira irá renovar em breve com Cardozo. Espero que seja verdade e que se mantenha de águia ao peito por muitos e longos anos. Até porque quando vendermos o Rodrigo (e a sua saída parece-me inevitável num espaço de dois anos), o Nélson Oliveira vai precisar de um parceiro como o Cardozo.

gloriosamente escrito por Nuno Gouveia
link do post | chutar para golo | ver comentários (1)

Os Gloriosos
Últ. comentários
Comigo foi aqui mais pertinho! Estavamos em Agosto...
Comigo, foi em Los Angeles. Pergunta habitual do m...
Há 28 anos, estava eu no metro em Budapeste quando...
Sou sócio do Benfica e o Benfica é a minha associa...
A fase "Rui Vitória" há-de ter melhores dias. Já t...
BLOGCOUNTER
Pesquisar
 
Posts recentes

Funes Mori

Missão cumprida

Ele só sabe marcar golos....

Cardozo: o ódio de estima...

Inevitável

Arquivo

Setembro 2015

Agosto 2015

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Outubro 2008

Ligações
Mais comentados
Tags

a noite do oscar(1)

a um quinto do preço a que foi vendido o(1)

acidente(1)

adeptos(1)

aimar(3)

aimar; ópera; mozart; flauta mágica;(1)

alá é grande(1)

álvaro(1)

andrades(3)

andré almeida(1)

andré gomes(5)

aniversário(1)

anti-adepto(1)

antifa(1)

arbitragem(6)

assim se vê a grandeza do slb(1)

atletismo(2)

barcelona(1)

basquetebol(1)

benfica(56)

benfica tv(1)

benfica-porto(3)

benficácia(1)

bento(3)

bernardo silva(1)

biografia(1)

bloqueio(1)

bruno alves(1)

cada religião tem a sua catedral(19)

calimero(4)

campeão(2)

capdevila(2)

cardozo(7)

carlos manuel(2)

carrega(1)

carrega benfica(3)

carrega benfica; nós só queremos benfica(1)

carregabenfica(5)

chalana(2)

chalana e aimar(1)

chama imensa(1)

champions league(1)

chapa 4(1)

chorem menos(1)

classe(1)

clássico(1)

classico(1)

clube satélite(1)

confiança(1)

contratações(15)

corram mais(1)

corrupção(1)

cortez(1)

crime organizado(1)

cultura benfiquista(1)

d. eusébio(1)

djaló(2)

eleições(4)

eusébio(2)

fcporto(3)

fruta(6)

fruta e café com leite(5)

funes mori(2)

futebol(2)

futsal(7)

gaitan(5)

garay(2)

glorioso(9)

hóquei em patins(2)

ivan cavaleiro(3)

jj(7)

jorge jesus(23)

josé veiga(2)

lfv(6)

liga(6)

liga dos campeões(14)

luís filipe vieira(9)

luisão(2)

matic(3)

melgarejo(2)

mercado de transferências(3)

modalidades(3)

nelson oliveira(15)

olivedesportos(3)

pedro proença(3)

plantel(2)

portugal(2)

povo(2)

proença(3)

rangel(2)

razões para ser do benfica(5)

rodrigo(6)

rui costa(4)

selecção(2)

somos grandes(3)

sporting(10)

ucl(2)

ultras(4)

vai-te embora que não deixas saudades(5)

yannick djaló(2)

todas as tags

blogs SAPO
Subscrever feeds