Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Catedral da Luz

Catedral da Luz

A entrevista de Jorge Jesus ao jornal Record

20.06.12, Filipe Boto Machado

Para mim, ler a entrevista de Jorge Jesus ao Record foi um susto. Que raio de treinador é este? A forma como comenta eventuais futuras contratações nos jornais (Salvio, Rojo e De Jong), dispensa jogadores (Saviola já nem entra nos avançados que tem disponíveis) e diz quais os emprestados que servem e não servem (diz que Roderick regressa, mas nem uma palavra sobre Sidnei em quem o Benfica investiu €7M) não é normal para um treinador do Benfica. Chama-se a isto gerir temas sensíveis que valem milhões com toda a leviandade do Mundo. Será que ninguém lhe pode explicar como não se fazem as coisas? No entanto, o que mais chocou foram as declarações acerca da definição de objetivos da última época e da que aí vem. Jorge Jesus admite que julgou ter equipa para ganhar Liga Portuguesa e Champions. O mesmo Jorge Jesus diz que, se soubesse o que sabe hoje, tinha apostado no campeonato como fez na primeira época (quando, segundo ele, poupou jogadores na Liga Europa) porque é isso que os adeptos do Benfica querem ganhar. Diz ele que julgava que, como o Benfica não chegava longe numa competição europeia há muitos anos (recordo que com Ronald Koeman, em 05/06, fomos tão longe quanto esta época, i.e., até aos quartos-final onde perdemos com o Barcelona de Ronaldinho, então futuro campeão europeu), os adeptos davam mais importância ao Benfica chegar onde chegou na Champions do que uma vitória no campeonato. Segundo Jorge Jesus, afinal não é assim, por isso devia ter seguido outro caminho (para manter o emprego). Assim, conclui, para o ano vai apostar tudo da Liga porque para vencer nas duas tem de jogar com duas equipas diferentes em cada competição.

 

Em primeiro lugar, parece que no Benfica quem define objetivos é Jorge Jesus e, ainda por cima, semana a semana, conforme vai sentindo o pulso aos adeptos. Em segundo lugar, o treinador que, pela terceira vez em três épocas, não rodou o plantel é o mesmo que acreditava ser possível ganhar tudo. Em terceiro lugar, um treinador pago ao nível dos melhores do Mundo ainda anda a aprender como se deve gerir um plantel em duas competições ao mesmo tempo (como se fosse novo e estivesse no clube certo para aprender a pouco e pouco como se fazem as coisas). Em quarto lugar, Jorge Jesus consegue acreditar que os adeptos do Benfica preferem chegar aos quartos-final da Champions do que serem campeões (não conhece o clube que treina?) e por isso não apostou no campeonato em detrimento da Champions. Em quinto lugar, JJ continua a tentar passar a mensagem que há duas épocas decidiu vencer a Liga Portuguesa e desistir da Liga Europa porque poupou jogadores na eliminatória contra o Liverpool. Uma mentira dita muitas vezes não passará a ser uma verdade. Os mais atentos sabem que ninguém foi poupado na eliminatória frente ao Liverpool (http://www.zerozero.pt/jogo.php?id=1211883; http://www.maisfutebol.iol.pt/jogo/79062).

5 comentários

Comentar post