Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Catedral da Luz

Catedral da Luz

Cardozo: o ódio de estimação de Luís Freitas Lobo

28.09.12, Filipe Boto Machado

Desde que chegou ao Benfica, e já completou 5 épocas com o manto sagrado vestido, Cardozo foi sempre o melhor marcador do Benfica. Durante estas cinco épocas, Cardozo foi duas vezes o melhor marcador do campeonato. Nesta época, a sua sexta no clube, Cardozo é, neste momento, o melhor marcador do campeonato. Internamente ou nas competições europeias, Cardozo tem feito o que se pede a um avançado: marcar golos. No entanto, Luís Freitas Lobo, o homem dos "poemas de futebol", não consegue suportar Cardozo. Lembro-me que no ano passado, no intervalo do jogo no Dragão, o Benfica perdia 1-0 e Freitas Lobo identificou o mal do Benfica: Óscar Cardozo. Segundo Freitas Lobo, com ele em campo o Benfica jogava com menos um porque Cardozo não era capaz de pegar na bola, correr com ela sozinho, criar desequilíbrios e fazer golo. Lógico que não, Cardozo não faz isso, faz outras coisas e os números, ao longo de cinco anos, mostram o que ele sabe fazer: decidir jogos, fazendo golos, sem fintas magníficas e loucas corridas rumo à baliza. A segunda parte no Dragão começou e Cardozo fez o empate, naquele estilo aproveitador, desinteressado e eficaz. Freitas Lobo não disse nem uma palavra, mas também não lhe serviu de lição. Por exemplo, na semana passada, na sua saga contra Cardozo, passou o jogo todo a falar do que Cardozo não é capaz de fazer. Hoje, perante a ausência de Cardozo, Luís Freitas Lobo, que nunca tinha visto em acção a dupla Lima-Rodrigo, apressou-se a garantir, por duas vezes antes do jogo começar, que esta dupla é aquela que melhor serve os interesses do Benfica. Afinal, a ausência do melhor marcador do Benfica nos últimos cinco anos era uma coisa positiva. Aos golos de Lima, Luís Freitas Lobo respondeu com elogios: aproveitador, matador e jogador com faro de golo. Disse Luís Freitas Lobo que os golos de Lima não surgiram por acaso, há mérito porque Lima cheira o golo e os números estão aí para provar. Os golos de Cardozo são sorte, a bola vai ter com ele e o homem lá se digna a rematá-la para o fundo da baliza, os golos de Lima são mérito e faro de golo. Disse ainda Luís Freitas Lobo perto do fim do jogo que Lima pode não vir a marcar tantos golos como marca Cardozo, mas dará muito mais trabalho aos defesas... Raios, um tipo que se acha o mestre do futebol não sabe que existem jogadores com diferentes características e que a um avançado se pedem golos? Uns marcam-nos com a cabeça, outros através de remates fortes, outros jogando no limite do fora-de-jogo, outros através de livres, etc. Estes tem diferente valor em termos práticos? Aparentemente, para Luís Freitas Lobo tem mais valor uma boa jogada individual terminada com uma bola no poste do que um golo simples e oportuno. Há muitos anos que estou farto de ouvir este tipo falar sobre futebol, convencido que percebe daquilo, mas falhando constantemente nos seus prognósticos. Esta embirração com Cardozo já passou os limites do razoável.

Evidentemente, este post não é nada contra Lima. Todos conhecemos a qualidade deste jogador que está a começar muito bem o seu percurso no Benfica. Lima é um jogador muito diferente de Cardozo e mais parecido com Rodrigo. É bom jogador, conhece bem o campeonato português, faz golos e tem qualidade mais do que suficiente para jogar no Benfica. No entanto, o facto de Lima ser um bom jogador não implica que Cardozo não o seja.

1 comentário

Comentar post