Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Catedral da Luz

Catedral da Luz

Falta pouco...

28.04.13, Filipe Boto Machado

Falta pouco para sermos bem sucedidos, mas os jogos que faltam vão ser os mais difíceis da época. Os jogadores começam a apresentar sinais de evidente cansaço, temos adversários complicados pela frente (a começar já amanhã, pelo Marítimo), uma eliminatória para virar na quinta-feira, uma viagem até ao antro da corrupção na penúltima jornada da Liga 2012/13 e, pelo menos, uma final para disputar. A época começou bem, foi correndo muito bem (excepção à participação na Champions), mas o que importa é que termine ainda melhor. É como uma etapa de uma prova de ciclismo. Chegámos à ponta final da etapa isolados, temos maiores hipóteses de vencer do que aqueles que nos perseguem, mas a ponta final vai ser uma subida bem íngreme e com muitas curvas. Além disso, tal como numa prova de ciclismo, temos que estar atentos àqueles tipos que gostam de se atravessar à frente do ciclista e ameaçar deitar o seu esforço por terra. Neste caso, o tipo que nos pode empurrar é enviado por aqueles que nos perseguem e equipar-se-á de preto. Nós sabemos que eles vão aparecer. Não podemos evitar. Temos apenas que conseguir resistir aos empurrões e mantermo-nos firmes até cruzarmos a meta.

As pressões surgem de todo o lado. Os andrades conseguem ter a lata de falar de arbitragens. Quais virgens ofendidas, aqueles que corromperam  árbitros e compraram campeonatos pensam que já ninguém se lembra de nada e por isso insinuam que outros fazem aquilo que eles fizeram. Os lagartos, lá bem em baixo, no 10º lugar da Liga, arranjaram uma tempestade com a arbitragem do último domingo. Todos sabíamos que era o jogo do ano para eles e que fariam tudo para entregar o título à casa mãe. Não criaram uma ocasião de golo, sofreram dois golos limpos, mas passaram uma semana inteira a falar de capelas e igrejas. Meus caros, vejam e revejam a jogada do 2º golo. Foram poucos segundos, mas deu para ver naquela jogada 37 pontos de distância. É isso que nos separa. O resto é conversa de calimero.

A campanha está montada. Todos esperam que amanhã possamos perder pontos e os árbitros já foram chamados a colaborarem. Amanhã, frente ao Marítimo, acredito que teremos o primeiro obstáculo extra. Temos de resistir a esse primeiro empurrão. Não podemos cair. É importante vencer amanhã, pois daqui a 15 dias aparecerá o último grande obstáculo. A esse obstáculo será muito difícil escapar. Aquela subida de inclinação bem elevada costuma ter um indivíduo chamado Proença que não nos larga enquanto não nos atira ao chão. Temos que ter alguma margem para aguentar esse valente empurrão. Não queremos que, mais uma vez, uma Liga seja decidida por esse indivíduo. Temos que evitar que ele seja bi-campeão. A meta está próxima e a equipa está forte para aguentar uns empurrões. Vamos lá ser campeões!


PS: Na Liga Europa, faltam 90 minutos para voltarmos a uma final europeia. Estamos em desvantagem, mas somos capazes de virar a eliminatória na quinta-feira. Carrega Benfica!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.