Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Catedral da Luz

Catedral da Luz

A grande tristeza da época

08.02.12, rms
A grande tristeza desta temporada é, para já, a ausência do Benfica da final da Taça de Portugal. Por ser um troféu perdido mas, acima de tudo, por não ser a reedição da final histórica de 1969, quando os estudantes de Coimbra foram derrotados em campo mas deram banho de bola na bancada. Outros tempos, é certo, de alguns estudantes a quem a vida deu a volta e fez deles coveiros do que um dia condenaram: o direito ao ensino público, gratuito e de qualidade - e não só.

 

 

Em 1969, os estudantes não se indignavam com pinturas nas escadas monumentais, criadas, precisamente, pelo regime fascista, para permitir uma intervenção mais eficaz na repressão aos estudantes. Hoje, alguns haverá que não alinham com quem manda na AAC, outros preferem seguir o trilho de levar em ombros um ou outro indivíduo que pretenda fazer carreira na política. Mais do que a involução do ensino é a involução da ausência de consciência nos estudantes, fruto de uma mercantilização do ensino, que tornou as universidades em enormes linhas de produção de mão-de-obra qualificada tecnicamente e não conscientemente.

 

 

 

 

 

Lamento, em 2012, não estar nas bancadas para uma reedição de 1969, devidamente enquadrada nos tempos que vivemos, é certo, para quando o Cavaco entregasse a Taça ao Benfica eu pudesse insultá-lo, assobiá-lo e atirar-lhe uma moedinha de cêntimo para ajudá-lo a pagar as contas do mês.