Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Catedral da Luz

Catedral da Luz

O dia em que me tornei benfiquista

14.02.12, João de Oliveira Martins

 

 

 

Este é o meu primeiro “post”, queria apenas partilhar convosco o dia em que me tornei benfiquista.

 

Foi no dia 31 de Março de 1974. Tinha 9 anos de idade. Nesse dia o Benfica ganhou em Alvalade por 5-3. E eu estava lá. Esse jogo mudou a minha vida – tornei-me benfiquista.

 

Jogavam na equipa do Benfica: Humberto

Coelho, Simões, Jordão, Nené, Toni, Artur Correia, Vitor Martins, Eusébio, Vitor Baptista, Adolfo, José Henrique, Malta Silva, Diamantino, Rui Rodrigues, Barros, Manuel Bento, Messias, Nelinho, Moinhos, Artur Jorge, Jaime Graça, António Bastos Lopes, José Pedro, Pedroto e o Shéu.

 

Dessa equipa lembro-me entre outras coisas: da camisola azul berrante do José Henriques (Zé Gato), da classe do Humberto Coelho a comandar a defesa, das “bujas” do Jordão dizia-se que conseguia furar redes, dos calções do Néné sempre brancos e impecáveis quer chovesse ou não, da “fruta” que o Toni se encarregava de distribuir em campo de forma mais ou menos aleatória, de algumas (poucas) jogadas do Eusébio, “da genialidade, excentricidade, irreverência e imprevisibilidade e total falta de disciplina táctica” do Vitor Baptista e “da serenidade e equilíbrio” do jogo do Sheu no meio campo.

 

Estas são as minhas primeiras recordações dos jogadores do Benfica.

 

A partir de aí foi sempre a acompanhar muito de perto a equipa, mesmo quando residi por um período prolongado no estrangeiro onde ficava horas à espera do jornal “a bola” para saber as últimas novidades.

 

Gosto muito do Benfica, mas sobretudo gosto muito de futebol. Não sou fanático. Consigo ver os jogos com alguma isenção e algum conhecimento de causa - joguei futebol federado durante alguns anos.

 

Há um jogo que prefiro não ver: o Benfica contra o Estoril Praia nesse jogo fico confuso e não sei quem apoiar.

 

Neste meu primeiro “post” não posso deixar de felicitar os autores deste “blog” pela iniciativa e agradecer a possibilidade que me deram de poder partilhar as minhas opiniões.

 

Saudações benfiquistas para todos e até breve.